Meu 3 desejos de livros nacionais!

Esse ano comecei um projeto pessoal para ler mais livros por mês, já que eu me preocupo tanto tempo com estudos ,obrigações e acabo não dando um espacinho para a leitura.Estou indo bem, já consegui ultrapassar minha meta e ainda me sinto bem confortável em relação a isso. Minha ultima aquisição, um pouco decepcionante, foi Teorema de Katherine que espero ter tempo pra contar um pouco da historia e o porque eu não gostei . Enfim, o fato é que percebi que tenho lido bastante livros estrangeiros.Livros bons, não me arrependo ,mas vou tentar apreciar mais a literatura brasileira. Fiz pesquisas pelas livrarias online e acabei de criar afinco com 3 títulos que vão me enlouquecer se eu não adquiri-los. Na verdade eu não sei se eles vão me satisfazer, trazer algo de útil ou duradouro pra minha vida mas eu me interessei pelas sinopses e capa ou só pelo merchandising que fizeram nas lojas online mesmo rs (as vezes acontece).

O primeiro é Nu de botas que parece ser o tipo de livro “livel” em menos de um dia de tão fluente e gostoso. A sinopse parece bem atraente , e cai como luva na  fase em que me encontro.Quem leu, diz que é como reviver a infância.

Sinopse: Em Nu, de botas, Antonio Prata revisita as passagens mais marcantes de sua infância. As memórias são iluminações sobre os primeiros anos de vida do autor, narradas com a precisão e o humor a que seus milhares de leitores já se habituaram na Folha de S.Paulo, jornal em que Prata escreve semanalmente desde 2010. Aos 36 anos, Prata é o cronista de maior destaque de sua geração e um dos maiores do país. São de sua lavra alguns bordões que já se tornaram populares – como “meio intelectual, meio de esquerda”, título de seu livro anterior e de um seus textos mais célebres -, bem como algumas das passagens mais bem-humoradas da novela globalAvenida Brasil, em que atuou como colaborador de João Emanuel Carneiro. Prata também é um dos integrantes da edição Os melhores jovens escritores brasileiros, da revista inglesa Granta. As primeiras lembranças no quintal de casa, os amigos da vila, as férias na praia, o divórcio dos pais, o cometa Halley, Bozo e os desenhos animados da tevê, a primeira paixão, o sexo descoberto nas revistas pornográficas – toda a educação sentimental de um paulistano de classe média nascido nos anos 1970 aparece em Nu, de botas. O que chama a atenção, contudo, é a peculiaridade do olhar. Os textos não são memórias do adulto que olha para trás e revê sua trajetória com nostalgia ou distanciamento. Ao contrário, o autor retrocede ao ponto de vista da criança, que se espanta com o mundo e a ele confere um sentido muito particular – cômico, misterioso, lírico, encantado.
Clique aqui para ler trecho disponibilizado pela editora. | Veja o livro no Skoob.

imagem

O segundo titulo é de Frederico Elboni e se chama Um sorriso ou dois – Para mulheres que querem mais.Cheguei até ele por uma pesquisa rapida no submarino e me interessei pelo título. A sinopse é meio confusa o que nos deixa ainda mais curiosas a respeito.  O que sei é que o autor tem pela frente um grande desaio, o de trazer palavras á mulheres conflituosas ,que a façam abri um sorriso ou dois. Vamo ver então né..como será esse livro? Tô curiosa!

Sinopse:

Para Frederico Elboni, não existe certo ou errado quando os sentimentos estão em pauta. O que importa é encontrar harmonia e equilíbrio entre quem somos e o que fazemos; entre nossas ações e nossa perspectiva diante da vida.
E, consciente de que mulheres trazem na bagagem alguns conflitos internos em relação ao mundo e aos homens – e haja conflito! -, esse jovem autor se dirige a elas: mulheres apaixonadas, decepcionadas, ingênuas, destemidas… Todas ansiosas por palavras que as façam abrir em seu rosto um lindo e incessante sorriso. Ou dois.

E o terceiro não teve muito de sinopse, indicação nem nada.Apenas achei a capa linda demais pra não dar uma chance ao conteúdo,que por sinal pode ter sido escrito pra mim, se é que me entendem. hahaha Se denomina, “Como ser normal ,sendo louca“! Nada sugestivo se você não me conhecer. rs Mas se me conhece sabe que cabe perfeitamente a minha personalidade alegremente irritante e instável diante da sociedade rs. imagem (1)

Pelo que vi nas redes sociais e nas pesquisas de internet esse livro que é praticamente um guia de bolso,foi escrito com a intenção de brincar com situações cotidianas ,as vezes constrangedoras. Nas quais a gente se cobra tanto que não sabe como dar a volta e sair por cima .Por tanto, eu adorei e espero ter ele em breve nas minhas mãozinhas e perto do coração. rs As autoras são Camila Fremder e Jana Rosa e o prefacio foi escrito por gloria Kalil (phyno! ).

Sinopse

Em “Como ter uma vida normal sendo louca”: a autoajuda definitiva para todas as mulheres, de todas as idades e em todas as situações, Camila Fremder e Jana Rosa presenteiam as leitoras com dicas sobre as mais diversas situações do dia a dia, desde como se livrar de pessoas chatas em aviões, parecer intelectual, mesmo sem ser, até como dizer a um amigo que ele fede. Além disso, ainda ensina como se comportar na festa do encontro da turma da escola depois de muitos anos passados da formatura. O livro é interessante da primeira à última página e apresenta uma visão muito bem humorada de situações que poderiam constranger qualquer pessoa. O prefácio é de Gloria Kalil.

Todos os bonitinhos ai, foram encomendados da submarino se você se interessou por um deles dê um clique aqui e busque o seu.

Já leram algum desses títulos? me contem como foi a experiencia mas sem spoilers por favor porque fico angustiada de saber do final antes mesmo de ler. rs

eubeijo

Advertisements

A culpa é das estrelas – resenha do livro

Imagem

O céu estava cinzento e nublado, mas não chovia ainda. Desliguei quando ouvi a voz do Augustus na saudação da caixa postal e coloquei o telefone no chão ao meu lado. Continuei olhando para o balanço, pensando que eu abriria mão de todos os dias doentes que me restavam em troca de poucos saudáveis. Tentei me convencer de que poderia ser pior, que o mundo não era uma fábrica de realização de desejos, que eu estava vivendo com câncer e não morrendo por causa dele, que eu não deveria deixar que ele me matasse antes da hora, e aí comecei a murmurar idiota idiota idiota idiota idiota idiota sem parar até que o som da palavra se desassociou do seu significado.

 

 

Essa é a historia de como fiquei viciada em ler por um dia inteiro! A algum tempo ouvia falar sobre o livro de John Green  em quase todos os lugares.Na faculdade,entre amigos, entre familiares, na internet e até em casa, todo mundo comentava muito bem sobre a historia de “a culpa é das estrelas.”Mas eram comentários que não diziam muito sobre o enredo ou o tipo de livro que eu iria ler,somente representavam a emoção de já ter o lido .Comentários do tipo – é linnnnndo *_* , ahhh eu adorei!!!!!!, não consegui não chorar mesmo assim me diverti muito. A cada comentário minha curiosidade aumentava,mas eram tantos livros bons que iam surgindo ,e cada livro que eu lia na esperança de o tal livro ser o próximo acabava me ligando a outro livro e ficava num ciclo vicioso rsrs… Por sorte, tenho um ótimo namorido escolhido a dedo por mim e o universo conspirando *_*,que comprou o exemplar pra mim .Mal pude conter a ansiedade de começar a ler e assim que iniciei a jornada queria ficar prolongando a lida pra durar mais tempo a emoção mas quando a historia engrenou não consegui fazer mais nada!Foi um dia inteiro sem tirar os olhos das paginas mágicas de John Green.

NUM RESUMO VAGO E SIMPLISTA : O livro conta a historia de amor de dois adolescentes em estado terminal acometidos pelo câncer que se conhecem num grupo de apoio da doença.

Hazel tem câncer de tireoide com metástase nos pulmões , mas aparentemente controlado por um medicamento experimental e Guz câncer nos ossos tendo que amputar uma das pernas .BEM TRÁGICO. =( O enredo daria tudo pra um romance clichê e extra dramático mas não é atoa que a obra ganhou tantos fãs.A cada pagina passamos por uma reflexão de nós mesmos sobre como lidamos com o mundo e com nossa  própria vida. Hazel , personagem principal , é uma menina inicialmente sem perspectiva de vida.Passa seus dias presa em frente a TV com suas series favoritas ,alguns livros e seus pais. Sem ir a escola a tempos ,sua socialização reduzia a medida que a doença avançava. Mesmo assim não faz o tipo doente terminal dramática deprimida, apenas se conformou com a doença e prefere ficar na sua. É fato que quando se esta com câncer e o único modo de respirar e dormir em paz é com a ajuda de um respirador de oxigênio preso ao seu corpo não dá pra fazer muita coisa mesmo . Isso até Hazel ouvir sua mãe e fazer a primeira de muitas outras visitas a um centro de apoio a crianças com câncer em busca de novas amizades e companhia na luta contra a doença. É num desses encontros entediantes onde nada se diz mas muito se fala, que Hazel se surpreende ao conhecer Gus, um garoto de humor ácido e muito confiante apesar de ter perdido a perna pra um osteosarcoma. É a partir daí que a magia do livro acontece. Qualquer um de nós meros humanos mortais e medrosos que somos ficaríamos acanhados ou cuidadosos diante de uma pessoa interessante e atraente mas esses dois personagens não.Eles simplesmente agem como se fossem amigos a tempos. Passam a se encontrar cada vez mais e Gus inteligente como é acaba por encantar Hazel a cada piada ácida e gracejo que faz com as bobagens da vida.Tudo parece muito efêmero e banal que faz os dois discutirem a todo tempo sobre como as pessoas convencionam suas vidas ao invés de vivê-las e aproveitá-las. Além da doença, o que os une é a vontade imensa de viver, de sobreviver e acima de tudo, amar. Entre diálogos e flertes ,Hazel apresenta a gus seu livro favorito  e os dois passam a fazer uma busca apaixonante pelo fim dos personagens secundários daquela historia e acabam vitimas de um amor muito bonito. Gus é um príncipe gente !! é inteligente, misterioso, bonito e muito cativante.Não tem como resistir. Porém “o mundo não é uma Fabrica de sonhos” e os problemas surgem para os dois .Mas os jovens estão dispostos a resolvê-los ate o esgotar de suas forças.

Confesso que não esperava me envolver tanto a historia mas como sou humana chorei e ri muito lendo A culpa é das estrelas. Fiquei querendo mais! Acho que esse é o segredo de tanto sucesso. Ainda não entrou no topo dos meus livros favoritos mas me conquistou de verdade, é um ótimo jeito de nos fazer repensar nossa vida.

Além da historia emocionante e instigadora ainda ganhamos de bônus ótimas frases de reflexão pra levar pro nosso mundo . Eu RECOMENDO MUITO!

aculpa_dasestrelassem-tc3adtulo-2

kakau

Encontrei esse vídeo feito por uma fã da obra e achei muito bonitinho. Confiram (é lindo!)

E pra quem é fissurado em filmes e está ansioso pela representação de “A culpa é das estrelas” nos cinemas , trouxe o trailer pra nos aguçar a ansiedade. O filme, cuja estreia nos EUA está prevista para 6 de junho, provavelmente, estará nos cinemas brasileiros por volta de 15 de agosto.

Se não leu, leia.Não tem como se arrepender!

Continue reading

Carnaval em casa; Dicas de Filmes online e indicações de livros para não cair no tédio.

Woman in Hammock Reading a Book --- Image by © Winter Media/Corbis

Esse post estava programado para dias atrás, mas a internet fez o favor de não me ajudar, mesmo assim ainda tem gente curtindo o feriado então pra quem não curte o carnaval e prefere pegar outra baladinha mais leve com a família pelas praias e balneários próximos, aproveitar o tempo livre pra descansar recuperar as energias, confraternizar com os amigos e de quebra ainda assistir ótimos filmes e/ou terminar o livro que ainda não conseguiu ler. Esta é a minha ajuda para realizar seus desejos.

Eu sempre estive dos dois lados do jogo, gosto de curtir os blocos e esse ano até me superei indo dois dias seguidos acompanhar as escolas de samba no sambódromo em plena madrugada =p (cansativo mas gostei muito). O caso é que tudo que é demais cansa e enjoa e eu já tive minha cota de folia desse carnaval, agora quero cama e tranquilidade (haha).  Caso você esteja na mesma vibe de quietude nesse carnaval entra no bloco do filme com pipoca e um livro pra acompanhar. Separei minha lista favorita de filmes e livros mais legais do mundo ever _ eu amo! Hahaha

Filmes de terror

Atividade paranormal  (sem duvida são filmes intrigantes e me deixaram com medo da minha sombra por uns dias,vale procurar a sequencia inteira) 

Imagem

Jogos Mortais(não curto muito porque fico aflita do inicio ao fim mas vale o terrorzinho haha)

Especial

1-Demônio ; 2-A órfã ;3- Os outros (genteeee esse filme é surpreeee…endente!, tive muitas indicações pra assiti-lo e fiquei muito curiosa- Não me arrependi! )4-Navio Fantasma; 5-Mama;  6-Evocando espíritos

PicMonkey Collage terror

Comedia Romântica

(Adoro a jenifer Aniston então ela não pode faltar na minha lista dos the bests)

PicMonkey Collage comedia romantica

Sexo sem compromissoABC do amor ; Ele não está tão afim de vocêAmizade colorida ;Como perder um homem em 10 diasO diário de Bridget JonesEsposa de mentirinhaAmor á distancia ; Verdade nua e crua Letra e musica ; Casa comigo? ;Juntos pelo acaso.

Policial

Os infiltrados ;Inimigos públicos ; As duas faces da lei ; Força Policial ; S.W.A.T  ; Truque de mestre Denzel =)Por um triz ; O plano perfeito ; Déjà vu ; O ultimo guarda-costas ; O poderoso chefão ; Hitman – Assassino 47

PicMonkey Collage

Livros mais lidos e uma indicação pessoal!

PicMonkey Collage

Os livros tem que ser curtinhos, mas nem por isso pouco divertidos então os tops do momento são os livros de inspiração. Eu tenho uma lista gigante de desejos literários mas depois de muito pensar coloquei aqui meus favoritos de coração. Ainda não li nenhum por enquanto, mas já providenciei a compra do primeiro, “A culpa é das estrelas“.  Além de ser o livro mais comentado dos últimos tempos nas mídias e no boca-a-boca mesmo, o livro tem a fama de ser de fácil leitura, agradável  e inspirador.  A segunda indicação veio do meu namorido viciado em musica é o livro do Ismael Machado, o livro “Decibéis sob mangueiras” e apesar de ter um titulo não muito sugestivo vem retratar de uma forma diferente sob a perspectiva de dentro as curiosidades de bandas de rock dos anos 80 de Belém (minha linda cidade natal hahaha). E por ultimo mas nenhum pouquinho menos interessante vem o livro divertidíssimo de KERI SMITH, “Destrua este Diário” . Quem o experimentou garante boas reflexões e muita criatividade durante o desenrolar de suas paginas.

Então é isso, se você é do tipo mais quietinho que prefere a tranquilidade nesse carnaval aproveite seu tempo livre pra fazer o que gosta, aprecie um bom livro ou filme em boa companhia e não deixe de dar um passeio pelos pontos de lazer da sua cidade, procure conhecer um lugar novo e renove seus ares. Bom Carnaval pra você sim ou com certeza!

beijo da kakau